15 de agosto de 2009

Curta da aluna Joice recebe prêmio do Júri Popular

Aluna Joice recebendo das mãos da Diretora de Cultura Martha Salim o prêmio do Júri popular de melhor curta.
O prêmio é um incentivo à iniciava do IEETF que já há alguns anos, por meio de projetos vem incentivando a integração das mídias de comunicação e nesse caso específico o uso do vídeo como função expressiva dos alunos, complementando o processo ensino-aprendizagem da linguagem audiovisual e como exercício intelectual e de cidadania, a fim de que sejam utilizados crítica e criativamente.

Os demais curtas que disputaram o Festival fazem parte do projeto Mova Caparaó, projeto do Governo do Estado do Espírito Santo, desenvolvido por meio da Secretaria de Estado da Cultura, em parceria com o Consórcio do Caparaó. Os filmes são realizados por meio de oficinas de Iniciação Audiovisual, promovidas nos 11 municípios do entorno capixaba do Parque Nacional do Caparaó.
Cinco desses municípios exibiram seus curtas no festival, São eles: Guaçuí, Irupí, Ibitirama, Pedra Menina, distrito de Dores do Rio Preto e São José do Calçado.
O grande ganhador do festival como melhor curta foi o documentário: Loló do município de Ibitirana, receberam prêmios também de melhor roteiro e melhor direção, respectivamente, os municípios de Irupí e Pedra Menina, distrito de Dores do Rio Preto.

Acima, jovens representantes de Ibitirama

Ganhador do prêmio de melhor diretor ao lado da aluna Joice

Representantes da Casa da América Latina parabenizaram criatividade e espírito crítico dos alunos e mostram interesse em estabelecer no município por meio da REDE SOCIAL de CINE RURAL um espaço para realizar o sonho de EXIBIR, DISCUTIR e PRODUZIR o bom CINE. Segundo Mira Correia (quarta da esquerda para a direita na foto acima) estes espaços estão espalhados na área rural, em ´pelo menos 6 municípios do Estado do Rio de Janeiro.

Como professora orientadora da turma no projeto e também como orientadora tecnológica da escola entendo que ensinar jovens a se utilizarem dos equipamentos e se apropriarem da linguagem áudio-visual para expressar opiniões, sentimentos e informações específicas do meio ambiente em que vivem e da comunidade da qual fazem parte, é uma forma de modificar a sua relação com os meios de comunicação. Porque, criando e produzindo, os alunos aprenderão a conhecer melhor a mídia, levando a uma análise crítica dos meios de comunicação de modo a lhes permitir participar da vida social de forma mais crítica, dinâmica e autônoma.

Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

5 comentários:

blogdatere disse...

Eu quero parabenizar a Joice pelo lindo trabalho por ela apresentado .

Vania disse...

A Joice é uma aluna exemplar. Com certeza vai ter muito sucesso, pois se dedica completamente a tudo que faz e sempre faz bem feito. Parabéns! Sou sua fã. Vania Neri - diretora do IEETF

Teacher Thaís disse...

Joice, congratulations!! Sempre soube que vc era uma SPECIAL STUDENT! I am proud of you!

Anônimo disse...

Eu fico feliz quando vejo estudantes com iniciativa, pois além de lhes aumentar a autoestima, ainda adquirem mais conhecimentos que os acompanharão em toda sua trajetória de vida. A Joice é uma estudante que tem muita iniciativa e vontade de vencer. Parabéns por esta vitória! Continue sempre em busca de algo mais. Como diz alguém: "Não são as respostas que movem o mundo, e sim as perguntas." Ouse sempre!

Professora Vilma

joice moraes disse...

Agradeço a todos que me apoiam e sempre me apoiaram.
Eu não seria nada sem o apoio de todos vocês . obrigada por tudo!

Postagens populares

Seguidores

Receba nossas atualizações por e-mail

Total de visualizações

Aniversariantes do Mês:


Nossa escola participa!!!!

Central de Relacionamento

Currículo Mínimo/ Orientações Pedagógicas/ Recursos Digitais

Docente Online

Arquivo do blog






Insira o seu endereço de e-mail:

Obrigado desde já.